A programação do III Festival UFCA de Cultura e IV Colóquio Observatório Cariri contou com apresentações artísticas, exposições, oficinas, grupos de trabalhos (GTs) e debates.


09/11 – Terça 

9h
Exposição – Mostra tacho
Resumo: A mostra tacho; 1 é uma exposição interativa on-line de motivos caririenses hodiernos, a fim de contemplar o cerne do projeto em trazer a contemporaneidade do Cariri em um veículo moderno e livre. Tem-se como objetivo primário a exposição de obras em formato eletrônico interativo que contemplem trabalhos e cenas oriundas do Cariri.

18h
Apresentação Artística – Amigos compositores (Coral da UFCA)
Resumo: Consiste na abordagem de canções escritas por estudantes que fazem parte do Coral da UFCA, seja participando na monitoria, seja participando da comunidade que compõe a UFCA e o Curso de Licenciatura em Música. Foram escolhidas cinco pessoas que compõe nessa comunidade, cujas melodias foram adaptadas, arranjadas e recriadas para poderem ser executadas pelo Coral da UFCA, a partir da técnica do Coral Virtual.

19h – 21h
Mesa de debate – Desmonte da política para o ensino superior
Resumo: Discutir a crise na produção e reprodução de métodos, técnicas e saberes que desafiam a famigerada imanência de ser racional, ao passo, que a ideologização da educação e consequentemente da ciência, acarretam determinismos perigosos, não epistêmicos, fulcralmente dogmáticos.
Participantes: Eblin Farage (UFF) e Justino de Sousa Jr (UFC)
Mediação: Zuleide Queiroz (URCA)


10/11 – Quarta 

09h
Exposição – Meu ipê amarelo: sobre a saúde mental e a falta dela (Maria Stella Batista de Freitas Neta)
Resumo: Desde 2014, o setembro do Brasil inteiro tornou-se amarelo com a campanha de conscientização do suicídio organizada pela Associação Brasileira de Psiquiatria. Por isso, o projeto Sinapses, corpos e memórias produziu um curta-metragem para expor as vivências dos estudantes de medicina da UFCA em relação à saúde mental.

09h – 11h
Apresentações de Trabalhos • GT 1 Linguagens Artísticas
Confira a lista completa dos trabalhos no link

11h
Apresentação Artística – Peça colhida nas terreiradas do Cariri
(Núcleo de Perenização e Difusão da Cultura Popular do Cariri)
Resumo: A música selecionada para esta apresentação, que tem como nome “Reisado é bom”, foi colhida nas terreiradas culturais que acontecem na Região do Cariri, pois esta peça está presente na maioria dos repertórios dos grupos locais de tradição de reisado e guerreiro, o que explica sua relevância.


14h – 16h
Apresentações de Trabalhos
GT 2 – Patrimônio e Memória I
Apresentações de Trabalhos
GT 3 – Patrimônio e Memória II
Confira a lista completa dos trabalhos no link

14h
Exposição – Galeria Virtual (Carlos Victor Chaves de Lima)
Resumo: A presente exposição trata-se de uma galeria virtual com obras das artes plásticas que dialogam com a medicina. Se hoje a Arte e todos os aspectos a ela relacionados podem ser vistos como parte alheia ao conhecimento científico, no passado, Arte e Medicina estiveram intrinsecamente ligadas e foram, em algum grau, resultantes da observação do que é visto, ouvido e tocado.

18h
Apresentação Artística – Contação de história: As descobertas do Jaraguá (Contando o Cariri)
Resumo: As descobertas do Jaraguá é uma obra autoral que tem como intenção apresentar e expor esses personagens ao público geral, ao tempo que traz uma mensagem de empoderamento e aceitação. A proposta consiste em uma contação de história, com tom coloquial, divertido e acompanhado de boa música, apresentado através de vídeo previamente elaborado.

19h – 21h
Palestra – Epistemicídio e resistências no ensino superior
Resumo: Esta palestra trata das epistemologias negras em conexão com o típico ambiente monoepistêmico da academia brasileira, bem como dos possíveis caminhos práticos/teóricos para a interpretação e a intervenção nessa realidade, visando à construção de universidades pluriepistêmicas, que possam colaborar mais efetivamente nas lutas contra o etnocídio e o genocídio dos negros no Brasil.
Participantes: Makota Kidoiale – Cássia Cristina da Silva (MNU)
Mediadora: Cícera Nunes (URCA)


11/11 – Quinta

09h
Exposição – Lançamento do site oficial da Corte Seco – Revista de Audiovisual
Resumo: Para o Lançamento do Site oficial da Corte Seco – Revista de Audiovisual, a proposta é fazer uma Exposição/Mesa onde o site será exposto e os integrantes da revista irão falar sobre esta nova plataforma, explanando sobre a importância de possuir um endereço único onde ficarão reunidas todas as informações sobre o projeto.

09h – 11h
Apresentações de Trabalhos
GT 4 – Crítica Social
Apresentações de Trabalhos • GT 5 – Diversidade Cultural I
Confira a lista completa dos trabalhos no link

11h
Apresentação Artística – Cordel e Engenharia: tudo a ver (Engenharia, Cordel e Cariri)
Resumo: A apresentação mostra os resultados parciais das ações dos projetos “Engenharia Cordel e Cariri” e “Interação Cultural – Construindo com cordel” tais como o andamento da ação “Seminário Experiências no mundo do Cordel no Cariri” que vem sendo realizado mensalmente desde julho e se encerra em dezembro, e faz uma interação entre poetas, gravuristas, escritores entre outros da cadeia produtiva do cordel.

14h – 16h
Apresentações de Trabalhos • GT 6 – Diversidade Cultural II

Confira a lista completa dos trabalhos no link

18h
Apresentação Artística – Revivendo Chorinhos (Kariri Roda de Choro)
Resumo: O Grupo Cariri Roda de Choro, formado em 2019 por alunos e professores do Curso de Música da Universidade Federal do Cariri, visa divulgar o choro, um dos gêneros seminais da Música Brasileira que marcou uma época em sua história. O grupo busca extrair a originalidade desse gênero na execução de grandes clássicos do choro Brasileiro. Ademais, o Cariri Roda de Choro pretende expandir seu público através do diálogo com outras linguagens artísticas como o audiovisual, promovendo a interdisciplinaridade e fomentando as pesquisas no campo da Cultura.

18h30
A´presentação artística – A solidão em tempos de pandemia (Teatro Musical)
Resumo: O projeto atual tem por objetivo mobilizar as diversas linguagens artísticas para ilustrar o impacto do distanciamento social na violência contra a mulher e no agravamento de distúrbios psicológicos no contexto da pandemia, levando seus relatos, anônimos ou não, para o âmbito cênico/musical em um formato adequado às limitações deste momento.

19h – 21h
Mesa de debate – Negacionismo e memória nacional: relações de força e manutenção do poder
Resumo: A recente ascensão da extrema direita no mundo, coroada pela eleição de Donald Trump nos EUA em 2016 e de Jair Bolsonaro no Brasil em 2018, trouxe novamente para o cerne das discussões globais o tema do negacionismo. Amplamente difundido como principal estratégia das “milícias digitais” através das fake news, o negacinismo histórico tem suas raízes no neonazismo e nas tentativas de atenuar crimes contra a humanidade, sobretudo o holocausto.
Participantes: Sônia Meneses (URCA) e Edmilson Júnior (UECE)
Mediação: Helena Martins (UFC)


12/11 – Sexta

9h – 11h
Oficina 01 – A Literatura de Autoria Feminina no Nordeste
Proposta: Proporcionar aos participantes uma visão mais profunda sobre a importância da Literatura produzida na região Nordeste com foco na autoria feminina.
Ficha técnica: Mayara de Lima Silva – Ministrante
Classificação: Livre
Local: Google Meet

Oficina 02 – “Be like Mike” e sua influência até os dias atuais
Proposta: Dentro do cenário de basquetebol mundial há nomes que são considerados lendas até hoje como Michael Jordan, Kobe Bryant, Larry Bird e cia e estão nas discussões para sempre, entretanto há um caso em especial como o Michael Jordan e seu efeito “be like mike” que foi uma parceria feita pela Gatorade e Air Jordan que perdura até os dias atuais e todos ainda querem ser como o Jordan não só como atleta, mas como pessoa. Irei abordar o efeito do marketing esportivo e como afeta as pessoas fora das 4 linhas de uma quadra.
Ficha técnica: Gabriel Ribeiro – Palestrante/bolsista
Valdines Leite – Tutor
Bruno Sampaio – Bolsista voluntário/produção

Classificação: Livre
Local: Google Meet

Oficina 03 – Cosméticos Naturais
Proposta: A utilização de plantas medicinais resgata saberes culturais de povos que utilizavam destes produtos para o tratamento curativo e prevenção de enfermidades e para higiene pessoal. Os óleos essenciais possuem uma boa concentração das ervas e, consequentemente, sua composição química apresenta boas propriedades para as mais variadas doenças.
Ficha técnica:
Allana Lima ministrante
Magno Lima – ministrante
Yara Figueiredo – ministrante
Leandro Correia – apoio técnico
Cláudia Marco apoio

Classificação: 14 anos
Local: Google Meet

Oficina 04 – Conceitos gerais de trilha sonora no cinema
Proposta: A oficina pretende explorar conhecimentos básicos do som no cinema. Nela, analisaremos trechos curtos de filmes a fim de conhecer as relações que o som estabelece com a diegese, seus efeitos sobre a imagem e as diferenças entre som dentro e fora de campo. Carga horária: 2h.
Ficha Técnica: Ailton Jesus – ministrante
Classificação: 14 anos
Local: Google Meet


Oficina 05 – Entendendo a violência obstétrica
Resumo: A oficina “Entendendo a violência obstétrica” explanará o conceito desse tipo de violência contra a mulher, analisando as práticas não recomendadas durante a assistência a gestação, parto e pós-parto. Além disso, objetiva incentivar a autonomia feminina na saúde sexual e reprodutiva, contribuindo para o combate da violência obstétrica.
Ficha Técnica:
Proponente: Arte de Partejar: o uso da arte para resgatar a autonomia feminina no processo de parir
Organização geral: Andrezza Maia
Apresentação: Andrezza Maia, Taís Rocha e Jacyanne Vieira
Produção visual: Sarah Bacurau

Classificação: a partir de 12 anos
Local: Google Meet

Oficina 06 – Noções básicas de escrita de cordel
Proposta: A presente proposta visa transmitir saberes sobre a escrita de cordel para que outros estudantes possam se familiarizar mais com esse tipo de escrita, sanar dúvidas, perpetuar e manter viva essa literatura que faz parte da cultura nordestina. O cordel vem ganhando espaço entre os alunos da universidade federal do cariri (UFCA), contudo, nota-se que ainda existe a dificuldade na escrita desse gênero literário por muitos discentes integrantes de projetos de extensão e cultura ligados à UFCA.
Ficha técnica: Elaíne apolinário – mediador (explanação)
Kayo Thaynan – mediador (explanação)
Wendell da Silva – mediador (interação e atividades)

Classificação: Livre
Local: Google Meet

09h – 11h
Apresentações de Trabalhos • GT 7 – Corpo, cultura do movimento e práticas esportivas

Confira a lista completa dos trabalhos no link

11h
Apresentação artística – Literatura de Cordel: O Novo Corredor (CariRunning)
Resumo: A produção literária O Novo Corredor busca apresentar à comunidade, de maneira lúdica, as atividades desenvolvidas através do Projeto CariRunning. Utiliza para tal fim, a linguagem de cordel, tão relevante na região onde o projeto está inserido. O objetivo é demonstrar o aprendizado proporcionado pela referida iniciativa, aproveitando a oportunidade para valorizar a rica cultura caririense.

11h30
Apresentação Artística – Orquestra em casa: Um concerto de Cultura Popular (Orquestra da UFCA)
Resumo: A orquestra vem participando de forma regular de eventos importantes no cenário musical orquestral, como os Festivais Eurochestrie (Sobral). O grupo realizou sua estréia internacional no ano de 2018, viajando para Bordeaux – França, onde integrou o Festival Entre Deux Airs, atuando ao lado de regentes e instrumentistas de várias nacionalidades, e propiciando uma experiência diversificada para os alunos/músicos envolvidos.


14h – 16h
Apresentações de Trabalhos • GT 8 – Cultura e Educação
Confira a lista completa dos trabalhos no link


18h
Apresentação Artística – Ancestrália Retrospectiva 2021 (Ancestrália)
resumo: O Ancestrália se propõe a recriar cancioneiros oriundos da tradição latina e ibérica que ainda ecoam no Brasil profundo através de folguedos, rabecas e violas. A busca por uma sonoridade própria através da pesquisa de instrumentos antigos e étnicos é uma das características do grupo. Situados na região do Cariri cearense, o grupo absorve e incorpora em seus espetáculos elementos da cultura local, promovendo um diálogo entre a oralidade e as tradições do além-mar.

18h30
Apresentação Artística – Concerto Virtual Kariri Sax 2021 (Kariri Sax)
Resumo: O grupo Kariri Sax vem por meio deste concerto virtual apresentar o trabalho realizado no ano de 2021, nesse período foi utilizado a prática remota devido a pandemia causada pela COVID-19. A fim de continuar as atividades de performance dos integrantes do grupo, essa apresentação tem como objetivo expor o repertório trabalhado, além de motivar a prática instrumental dos integrantes.

19h – 21h
Mesa de debate – Interdições e Resistências: As Políticas Culturais no Brasil
Resumo: Mesa que pretende trazer um apanhado das evoluções, formulações e mobilizações em torno das Políticas Culturais no Brasil nos últimos 20 anos, tanto da ótica das Políticas Públicas de Estado, como das mobilizações e articulações da sociedade civil e movimentos organizados de fazedores de cultura no país. Pretende-se também, que a discussão na mesa aponte perspectivas ou experiências de resistência ao(s) desmonte(s) que enfrentamos, tanto para as Políticas Públicas quanto para a organização dos fazedores de cultura.
Participantes: Juca Ferreira (Ex-ministro da Cultura) e Rosemberg Cariry (Cineasta)
Mediação: Fabiano Piúba (Secult-CE)